Publicaremos periodicamente "trechos" do arquivo de Chiara Lubich para
  oferecer, também hoje, uma possibilidade de contato com esta mulher
  extraordinária..

Imprimir

Como ser nada?

Rimini, 23 de setembro de 1997

(…)
"Este ano experimentei os frutos da Eucaristia recebida com maior consciência e a grandeza deste dom que Jesus nos oferece. Como ser aquele nada que Jesus pode preencher, transformando-me nele?"

Chiara: Ela sente uma grande atração pela Eucaristia. Percebe, porém, que Jesus Eucaristia poderia realizar muito mais, transformá-la, se ela fosse nada. E pergunta: "Como ser nada?"
É muito fácil, pois somos nada! O problema é que achamos que somos alguma coisa.

Imprimir

Solene guinada

Castelgandolfo, 21 de fevereiro de 2002

Todos percebemos que, muitas vezes, trabalhando, escrevendo, falando, repousando ou em qualquer outra ação, pode infiltrar-se em nós um apego, mesmo pequeno, a nós mesmos, a coisas, a pessoas...
E permiti-lo é muito prejudicial para a vida espiritual.

Imprimir

Tu exises. Assim é.

Roma, (escrito anterior ao ano de 1963)

Vivendo "dentro" tudo, a vida e a morte, adquirem sentido...

Aqueles que te amam com sinceridade, frequentemente te ouvem, Senhor, no silêncio do seu quarto, no fundo do seu coração, e essa sensação comove a alma como se toda vez atingisse o seu âmago.

E te agradecem por estares tão próximo, tão Tudo: Aquele que dá sentido ao viver e ao morrer.

Imprimir

Em ti está a fonte da vida

Roma (Città Nuova), 25 de dezembro de 2001

Comentário sobre a Palavra de Vida:

Em ti está a fonte da vida. (Sl 35[36],10)

[...] Essa Palavra da Escritura nos diz algo tão importante, tão vital, que chega a ser um instrumento de reconciliação e de comunhão.
Para começar, ela nos diz que só existe uma fonte da vida: Deus. Dele, do seu amor criativo, nasce o universo, e Ele o faz ser a casa do homem.
É Deus quem nos dá a vida com todos os seus dons. O salmista, conhecedor de como são ásperos e áridos os desertos, sabedor do que significa uma nascente de água, com a vida que floresce ao seu redor, não poderia encontrar uma imagem mais bela para cantar a criação que nasce, como um rio, do regaço de Deus.

Imprimir

Para te dizer que te amo

Castel Gandolfo, 29 de janeiro de 1998

O amor precisa ser declarado…

(...)

"Ultimamente, a todas as comunidades que você visitou deixou uma frase síntese. Que palavra você diria a nós ?"

Chiara: Em Palermo, uma jornalista me fez a mesma pergunta. Ela disse: "compreendemos que, no Movimento, vocês conseguem colocar num comprimido uma porção de coisas"; eu digo que é uma vida. E ela disse: "Vocês têm esses slogans. Pode me dizer um?".
Então eu lhe comuniquei o último, que é aquele que direi aos senhores agora e que já mencionei aos sacerdotes focolarinos.