Publicaremos periodicamente "trechos" do arquivo de Chiara Lubich para
  oferecer, também hoje, uma possibilidade de contato com esta mulher
  extraordinária..

Imprimir

Entrevista da RAI a Chiara

Rocca di Papa, 16 de abril de 1992

A Páscoa, festa do Ressuscitado. No centro da vida de cada cristão.

Jornalista: O que significa a Páscoa na sua vida?

Chiara: A Páscoa na minha vida é a festa da Páscoa, é a festa do Ressuscitado, e o Ressuscitado é para mim, mas creio que seja assim também objetivamente, a maior manifestação do amor de Deus por nós homens.
Alguns dias atrás, um senhor muito bom, talvez sem um referencial religioso, me disse: "Você não acha que o maior problema da humanidade, o medo que se esconde sob todos os medos, é o medo, o pensamento e a realidade da morte?"

Imprimir

Jesus crucificado e abandonado

Roma, Novembro-dezembro 1961

Jesus abandonado-Ressuscitado, revivido na nossa vida quotidiana. Com a aproximação da celebração do mistério central da fé cristã, a morte e a ressureição de Cristo, propomos este texto de Chiara Lubich.

Sendo o Cristianismo um mistério de amor e de dor, da mesma maneira os elementos realmente vitais do nosso Movimento nos parecem ser o amor e a dor.
Mas, como no Cristianismo o amor supera a dor e a vida vence a  morte, o mesmo se verifica na Obra de Maria. (...)

Chiara Lubich

Cf. C. LUBICH,Escritos Espirituais/3, Todos“Um”, Cidade Nova - São Paulo, 1984, pág. 45

Texto

Imprimir

Viver a esperança na sociedade global de risco

Orvieto, 07/09/2003

A sociedade globalizada requer um novo estilo de vida.

Caríssimo Presidente Bobba,
caríssimos amigos das ACLI

Nestes dias vocês refletiram sobre a globalização e os seus riscos, mas, em particular, se questionaram sobre qual possa ser, nesta época, a nossa específica contribuição como cristãos, qual a esperança que podemos doar aos demais homens, nossos irmãos. (...)

Chiara Lubich

icon Texto

Vídeos en italian

Imprimir

Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros ...

Roma, 25 de abril de 1980

Comentário sobre a Palavra de Vida:

Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros (Jo 13,34).

Certamente você gostaria de saber quando foi que Jesus disse essas palavras. Pois bem, Ele falou assim antes que iniciasse a sua Paixão. Porque foi então que Ele fez um discurso de despedida que é o seu testamento, do qual fazem parte essas palavras. Imagine, então, o quanto elas são importantes!
Se ninguém se esquece das palavras ditas por um pai antes de morrer, quanto mais, quando se trata das palavras de um Deus!
Então, leve-as muito a sério e, juntos, vamos procurar entendê-las profundamente.

Imprimir

A veste dos cristãos

Roma, 1963

Um convite para experimentar a alegria do Evangelho

Às vezes, Senhor, em meio às vaidades que circulam pelas ruas da cidade, entre a frivolidade e a superficialidade, a tristeza e a pressa do homem, de cada homem que passa, o roçagar de um hábito de freira, a silenciosa e angélica passagem de uma  “irmãzinha de Foucauld” em seu aspecto decididamente modesto, falam ainda às nossas almas do ideal do seu fundador, que “gritou” o Evangelho com a sua vida.