Roma, (escrito anterior ao ano de 1963)

Vivendo "dentro" tudo, a vida e a morte, adquirem sentido...

Aqueles que te amam com sinceridade, frequentemente te ouvem, Senhor, no silêncio do seu quarto, no fundo do seu coração, e essa sensação comove a alma como se toda vez atingisse o seu âmago.

E te agradecem por estares tão próximo, tão Tudo: Aquele que dá sentido ao viver e ao morrer.

Agradecem-te, mas muitas vezes não sabem como fazê-lo, nem dizê-lo. Sabem apenas que são amados por ti e te amam, que não existe nada tão suave aqui na terra que nem de longe se possa assemelhar.

O que sentem na alma, quando Tu apareces, é Céu e “se o Céu é assim”, dizem, “oh! como é bonito!”
Agradecem-te, Senhor, pela vida inteira, por tê-los conduzido até aqui.

Se lá fora ainda existem sombras que poderiam ofuscar o seu paraíso antecipado, quando te manifestas, tudo se torna remoto e distante: não existe.

Tu existes.
Assim é.

 Chiara Lubich

(Do livro Ideal e Luz)

Texto

correio

Contact Icon

Muitas pessoas, em muitos lugares, se encontraram com Chiara. Ficaríamos agradecidos a todos aqueles que nos mandarem recordações, documentos inéditos, fotos...
clique e nos envie

quem está online

Temos 173 visitantes e Nenhum membro online

na livraria

libro folonari-2012

login staff

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.