24 de outubro de 2001

No mês em que recordamos o décimo aniversário da morte de Chiara Lubich, ocorrida em 14 de março de  2008, propomos uma página do seu diário, escrita em outubro de 2001. Esta página revela a sua forte  decisão de amar em cada momento presente, também como preparação para o final da vida.

Vivendo bem (com seriedade) o momento presente, amo a Deus com todo o coração, a mente, as forças. 
O final da vida é o futuro que se tornará presente. Portanto, para se preparar para o “momento do qual a Eternidade depende” basta viver o momento presente, desde agora e sempre. 
No presente, é preciso morrer sempre para ressuscitar. O nosso modo? Embora aceitando, em determinados momentos, a necessidade das mortificações, morremos amando. Mas, amando, também ressuscitamos. 

No presente, devemos fazer somente a vontade de Deus, não pensando, não desejando, não nos aplicando em outra coisa. Devemos vivê-la com atos íntegros, límpidos, como único incenso que sobe até Deus. E  naquele ato, colocar toda a mente, o coração, as forças. 

Do Livro A Vontade de Deus, Cidade Nova - São Paulo, 2011, pág. 84

pdf texto (81 KB)

correio

Contact Icon

Muitas pessoas, em muitos lugares, se encontraram com Chiara. Ficaríamos agradecidos a todos aqueles que nos mandarem recordações, documentos inéditos, fotos...
clique e nos envie

quem está online

Temos 158 visitantes e Nenhum membro online

na livraria

libro folonari-2012

login staff

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.