doc videoVIDEOS

Aqui estão reunidos todos os vídeos publicados no site.

Clicar sobre a imagem para visualizar.


Chiara aos jovens italianos: “Jesus é o caminho”

Santiago de Compostela (Espanha), 16 de agosto de 1989

Talvez a ninguém como aos jovens Chiara Lubich propôs, com atraente determinação, durante toda a sua vida, a escolha de Deus como único ideal na vida. Nesta catequese proposta aos jovens presentes à IV Jornada Mundial da Juventude, ela indica em Jesus o caminho a percorrer para alcançar a felicidade, a plena realização. E indica também como seguir Jesus, o Caminho: amar como Ele amou, até o ponto de dar a vida.

Lubich

 

As chaves do diálogo

Castel Gandolfo, 8 de fevereiro de 1998

Quais são as características do diálogo autêntico, que o distingue da simples tolerância? Respondendo às perguntas de um grupo de amigos de convicções não religiosas, Chiara Lubich indica como elemento fundamental o Amor verdadeiro, ou seja,  o amor gratuito e desinteressado.

Lubich

 

Deus é Amor

Rocca di Papa, 9 de julho de 1974

Nesta palestra aos gen, os jovens do Movimento dos Focolares, Chiara Lubich transmite e entrega a eles a descoberta que, trinta anos atrás, revolucionou a sua vida e a vida das pessoas ao seu redor: Deus-Amor.

Lubich

 

As vestes de Jesus abandonado

Rocca di Papa, 1 de junho 1972

Era o dia 24 de janeiro de 1944 quando Chiara Lubich descobriu aquele que se tornaria um ponto chave da espiritualidade da unidade: Jesus que experimenta na cruz o abandono do Pai, expressão máxima do amor. A experiência narrada neste trecho da conversação testemunha o relacionamento imediato e íntimo que marca cada encontro de Chiara Lubich, nas infinitas nuances da dor, com Jesus Abandonado.

Lubich

 

O Espírito Santo, primavera na Igreja

Rimini, 2 de maio de 1998

XXI Congresso Nacional de Renovação no Espírito
Vídeo conferência de Chiara Lubich do Brasil

A escuta que gera diálogo

Loppiano, 7 de fevereiro de 2001

A um grupo de jovens reunidos na Mariápolis permanente de Loppiano por ocasião de um curso de formação, Chiara Lubich revela o segredo da sua longa experiência de diálogo: escutar o outro de maneira sincera e profunda, sem pressa, para conhecê-lo e valorizá-lo na sua diversidade cultural. É o caminho que leva também o outro a escutar, e é portanto a base e a premissa para um diálogo fecundo. 

Lubich

 

"Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"

Loppiano 16 de maio de 1987

O misterioso grito de abandono de Jesus na cruz é o centro da espiritualidade de Chiara Lubich, como ela esclarece nesta resposta a um jovem.

Lubich

 

7 de Dezembro de 1943

Rocca di Papa, 20 de outubro de 1976

O dia em que Chiara desposou Deus. Vamos relembrar aquele dia com a sua história, narrada num encontro de jovens

Lubich

texto

correio

Contact Icon

Muitas pessoas, em muitos lugares, se encontraram com Chiara. Ficaríamos agradecidos a todos aqueles que nos mandarem recordações, documentos inéditos, fotos...
clique e nos envie

quem está online

Temos 172 visitantes e Nenhum membro online

na livraria

libro folonari-2012

login staff

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.